Não perca nenhuma novidade, cadastre-se em nosso blog !
Assinar agora
Não perca nenhuma novidade, cadastre-se em nosso blog !
Assinar agora

Ela vem como a noite, que se achega calada e, aos poucos acaba tomando conta de todo o organismo, controla seus pensamentos, sentimentos e atitudes.

O famoso “mal do século” tem levado jovens e, também, pessoas de idade mais avançadas a terem uma vida infeliz.

Não é sobre não querer ter uma vida normal e sim por não ter capacidade de se reerguer desse mal-estar.

A maioria das pessoas que já passaram por isso vão dizer o mesmo, que estão cansadas sem ter feito absolutamente nada. Vão estar indispostas, sem alegria, sem vontade de fazer o que sempre fizeram. O fato é que essa doença que traz esse vazio nas pessoas.

Isso tem sido cada vez mais frequente. Grande parte do planeta a possui e nem imagina. Talvez seja melhor ficar sem saber, pois o que entra na mente humana é quase impossível ser ignorado.

A depressão é causada por um excesso de preocupação, tanto em coisas insignificantes quanto em coisas muito importantes. Desde o passado ao futuro, nada passa despercebido em uma mente depressiva.

A pessoa está em uma situação ruim, o seu cérebro intensifica essa situação de tal forma que parece ser impossível resolvê-la. Exageradamente, também acaba criando paranoias das quais sequer existem.

O que também contribui com essa doença é ter uma vida turbulenta, uma vida na qual não consegue se administrar.

A depressão não se resume apenas em tristeza.

Há vários sintomas que apontam para essa doença. Tais como: insônia, falta de apetite, descontrole emocional, falta de prazer, falta de atenção, falta de motivação, medo, pessimismo, desânimo etc…

Também causa sintomas físicos como: má digestão, dor de barriga, pressão no peito, dor de cabeça, etc…

Como resolver algo que começa com simples pensamentos e acaba afetando o corpo todo?

O certo seria arrancar o mal pela raiz, não é mesmo? Porém, como e quando perceber que pode estar havendo um início depressivo? Quem poderia pensar que algo tão simples poderia acarretar em um estado grave de depressão?

E não tem como falar de depressão sem falar de suicídio, que é o ápice de tudo. Quadro de quem já está em estado gravíssimo.

É assustador se pararmos pra analisar as causas dos suicídios nos dias hoje.

Pessoas arrasadas, que não tem absolutamente nada na vida, mas também, há aquelas pessoas que tiveram tudo e mesmo assim não conseguiram escapar desse terrível fim.

O fato é que dinheiro não compra a paz interior. O que tem o poder de transformar o dia, está dentro de si mesmo!

Nessa trajetória, no mundo em que estamos vivendo, torna-se fácil se perder do foco. Achar o caminho da felicidade tem sido o maior desafio de todos os tempos.

Qual é o fator principal de tudo isso?

É para se pensar. Estamos sabendo lidar com essa doença? É dado a importância que deveria ser dada?

Essa é uma questão que deveria ser motivo de muito debate, é preciso se lembrar de como é importante conversarmos sobre esse assunto.

A depressão mata!

 

Por Clodoaldo Felipe


Leia também: O que é felicidade para você?

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here