Não perca nenhuma novidade, cadastre-se em nosso blog !
Assinar agora
Não perca nenhuma novidade, cadastre-se em nosso blog !
Assinar agora

A depressão é uma doença hereditária? Entenda mais como é recorrente os casos de depressão em membros de uma mesma família.

Mesmo com todo advento da tecnologia, ainda não se pode ter plena certeza de como uma pessoa começa a sofrer de depressão.

As causas podem ser diversas. Ela pode surgir por causa de um acontecimento isolado que marcou a vida de alguém ou pode ser algo que se desenvolveu ao longo dos anos por causa das dificuldades enfrentadas por uma pessoa.

Veja nesse artigo possíveis causas de acordo com a vivência familiar e como o histórico de depressão familiar pode ser algo comum.

A depressão desenvolvida a partir dos traumas na infância

O histórico de depressão na família pode ser um sinal de algum trauma vivido por todos os membros familiares.

O alcoolismo é trauma grande para toda a família, não sofre somente o alcoólatra, mas sim todos que estão por perto. Pesquisas apontam que 70% das pessoas alcoólicas têm parentes dependentes alcoólicos.

Esses dados exemplificam que algo que crianças veem seus pais e parentes próximos passarem, acabam por, quando mais velhos, repetirem os mesmos atos.

Uma pessoa não escolhe passar por uma depressão, entretanto, por causa do ambiente hostil vivido por ela durante a infância, mais, os problemas passados por todos dia após dia, e a exemplificação dos familiares sobre isso, a história tende a se repetir.

A visão de mundo de cada um é extremamente particular, e como uma pessoa aprende a enxergar o mundo define estritamente como ela enfrentará os dilemas futuros.

Não é culpa de alguém não conseguir ver outras possibilidades e saídas para seus problemas, mas sim é apenas o jeito que essa pessoa foi ensinada.

Grandes problemas familiares

Não é apenas por traumas na infância, existem outros casos.

Ver uma pessoa amada sofrer por uma doença ou por qualquer outra coisa pode traumatizar qualquer pessoa em qualquer idade.

É muito perigoso a ocorrência de um trauma coletivo. Quando alguém está triste, essa pessoa precisa de amparo e de conforto, vindos especialmente de alguém que ela ame e que a ame também.

Os laços mais fortes que alguém pode ter são aqueles que chamados laços familiares e, no momento de adversidade são esse vínculos que dão a segurança e o conforto.

A depressão familiar problematiza esse vínculo, pois quem foi abalado a ponto de entrar em depressão, não tem forças para amparar o próximo, por esse motivo, quando pessoas da mesma família passam pelo mesmo problema, e as afetam com mesma intensidade, elas podem se sentir sozinhas e incapacitadas de se ajudarem.

Cuide da sua família

Para prevenir a depressão familiar, sempre fique atento aos dilemas vividos por seus parentes, mas não tome tudo para si, como se fosse apenas sua responsabilidade.

Entenda que você precisa amar e cuidar, e caso algum familiar tenha passado por esse problema, tente entender e compreender tudo que ele viveu.

Como já foi dito, as causas são incertas, mas procure enxergar o possível início desse mal.

Nunca pressione alguém que passa ou passou por depressão, a apoie e procure profissionais para cuidar do caso.

Se existir um trauma que abalou a toda a família, ou apenas alguns membros, procure a ajuda preventiva, nada pode ser considerado irrelevante quando o assunto é a saúde física e mental de cada pessoa.

 

Por Jean Araújo


Leia também: O mal do século, a depressão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here